>> Iniciar Sesión  




+     

 


 

éMundial | Evento comemorativo dos 30 anos da Associaí§om Galega da Lí­ngua. Porque o galego”¦ í‰ MUNDIAL!
Fonte / Máis información

(ultima actualización: 17 / 6 / 11 )





A Associaçom Galega da Língua (AGAL) cumpre 30 anos em 2011, umha idade pouco comum no tecido associativo galego. Para o festejar organiza o éMundial, umha semana de eventos para mostrar que a língua da Galiza é assim, «mundial». Será de 4 a 9 de julho em Santiago de Compostela.

Música, mesas redondas, vídeo, gastronomia, obradoiros de leitura ou roteiros gastronómicos som só algumhas das propostas que decorrerám durante a segunda semana do mês de julho em espaços como o parque de Sam Domingos de Bonaval, a Borriquita de Belém, As Duas, a Casa das Crechas ou a Sala Nasa.

Por éMundial desfilarám pessoas que falam a língua da Galiza com diferentes sabores e musicalidades, mas todas baixo um nexo comum, o idioma. Assim, gente chegada de Angola, de Portugal ou do Brasil, junto com galegos de diferentes ámbitos e o público que participar no evento, porá de relevo o valor internacional da língua galega e a diversidade e riqueza que entesoura.

Trinta anos da AGAL

A Associaçom Galega da Língua é umha associaçom sem ánimo lucrativo, legalmente constituída em 1981, que visa a plena normalizaçom do galego-português da Galiza e a sua reintegraçom no ámbito lingüístico a que historicamente pertence: o galego-luso-brasileiro.

Artistas e propostas

Durante a semana de atividades programadas participarám no éMundial cantores e grupos de música —como Malandrómeda, Tropico de Grelos ou Uxía—, escritores como Concha Rousia (Galiza) ou Paulo Soriano (Brasil), representantes de festivais como o de poesia do Condado ou de empresas como imaxin|software —especializada em engenharia lingüística—. Ainda, haverá mesas redondas de variada temática, como umha protagonizada por Angola, projeçons audiovisuais, obradoiros de leitura para crianças, conta-contos e várias surpresas mais. A seguir reproduzimos o programa provisional.

Atividades diárias de 4 a 9 de julho

  • Roteiro de petiscos
  • Exposiçom de fotografia de Maria Rodrigues (Portugal), na Casa das Crechas
  • Exposiçom sobre o Movimento dos Sem Terra (Brasil), na Biblioteca Ánxel Casal, com fotografias de Sebastião Salgado (BR)

Também há atividades específicas para cada dia:

Segunda-feira, 4 de julho

  • 20:30h, no Café Bar As Duas (Praça da Oliveira nº 3). Lançamento de dous livros do Paulo Soriano (Brasil), Contos Galegos e Histórias Nefastas. Apresenta Carlos Campoi, do Clube de Leituras de Português da EOI de Santiago de Compostela.
  • 23:00h, na Borriquita de Belém (r/Sam Paio de Antealtares nº 22). Jam Brasil, com o guitarrista Sérgio Tannus como mestre de cerimónias.

Terça-feira, 5 de julho

  • 11:00 a 12:30h, na Biblioteca ‘Ánxel Casal’ (r/Joám XXIII s/n). Ateliê de leitura em português para crianças, com Carlos Valcárcel (Galiza).
  • 20:30h, no Café Bar As Duas (Praça da Oliveira nº 3). Mesa redonda «Lusofonias a morarem na Galiza». Diferentes pessoas de outros pontos da Lusofonia vam relatar a sua integraçom social na Galiza, por sinal, matriz da língua portuguesa. Apresenta Xurxo Troncoso.

Quarta-feira, 6 de julho

  • 20:30h, no Centro Social ‘A Gentalha do Pichel’ (r/Santa Clara nº 21, rés-do-chão). Lançamento da Breve Antologia Poética de Guerra da Cal, ediçom a cargo de Carlos Durão, e do website dedicado ao centenário do escritor. Intervenções de Concha Rousia (poesia) e Joám Evans (site). Organiza a Associação Pró-Academia Galega da Língua Portuguesa.
  • 23h. Esplanada da Casa das Crechas (Via Sacra nº 3). Vídeo-clipe de Ugia Pedreira e Fred Martins mais fragmentos do documentário A Música Portuguesa a Gostar dela Própria, de Tiago Pereira.

Quinta-feira, 7 de julho

  • 20:30h, no Café Bar As Duas (Praça da Oliveira nº 3). «Angola Acorda?»: bate-papo sobre a mobilizaçom juvenil em Angola. Apresenta Pablo Blanco, coordena Aline Frazão.
  • 22:30h. A Casa das Crechas (Via Sacra nº 3). Festivais da Lusofonia: Andanças (Diana Mira, Portugal), Festival da Poesia (Manolo Soto), Cantos na Maré (Uxía). Organiza a Associação Pró-Academia Galega da Língua Portuguesa, apresenta Maria Xosé Castelo Lestom.

Sexta-feira 8 de julho

  • 20:30h, no Café Bar As Duas (Praça da Oliveira nº 3). Mesa redonda «Empresas e a oportunidade da língua». Apresenta Ângelo Lodeiro, de Projeto U-lo. Interenções das empresas imaxin|software, Sacauntos e Global Nova.

Sábado 9 de julho

No parque de Sam Domingos de Bonaval

  • Todo o dia. Zona de coletivos, balcom e mesa com livros e música.
  • 11:30 a 13:30h. Passeata de Trópico de Grelos
  • 14:00 a 17:00h. Jantar (almoço) lusófono.
  • 17:00 a 18:00h. Associaçom de Pais e Mães Agarimar, Anxo Moure e Servando Barreiro.
  • 18:00h a 19:00h. Conta-contos.
  • 19:00h a 20:00h. Ateliê de dança com Mercedes Prieto (Galiza).
  • 20:00h a 21:00h. Roda de capoeira com o Grupo de Capoeira ‘Angola Zimba’ (Brasil).

Na Sala Nasa (r/ da Carvalheira de Sam Lourenço, 51-53)


  • 22:30h. Apresentaçom.
  • 23:00h. Atuaçom de Kana Kaiana (música brasileira).
  • 00:00h. Malandrómeda (espetáculo showcase de hip-hop).















COMENTARIOS:

 

Opina sobre esta nova




- Crechas -






Ver máis novas.

 

 

 

 

 

 

 


 

 





 

Voltar á páxina principal